Senado americano autoriza armas para deficientes mentais

administrativa que impossibilitava que deficientes mentais pudessem adquirir armas de fogo no país. Porém já no segundo mês do novo governo, o Senado com maioria republicana suspendeu o decreto presidencial. 75 mil pessoas com deficiência mental eram impedidas por lei de adquirir qualquer tipo de arma de fogo.

A norma entrou em votação no dia 15 de fevereiro, e por 57 votos a favor, e 43 contrários a medida foi derrubada. Agora ela segue para sanção do novo Presidente Donald Trump.

O decreto foi feito inicialmente pensando em cidadãos com deficiência mental que tem seus bens administrados por outras pessoas. Está foi uma das muitas medidas que os democratas queriam impor ao novo programa que previa pré-requisitos importantes a serem levados em consideração na hora de vender uma arma de fogo.

Durante os primeiros dias de mandato do novo presidente os republicanos no senado têm se utilizado da vantagem numérica para reverter a maioria das mudanças ocasionadas pelo período Obama.

A grande maioria dos senadores acreditam que nenhum empecilho deve ser imposto ao cidadão americano na hora de comprar uma arma, pois o direito de portar uma arma de fogo, é um direito primordial de qualquer cidadão americano.

No ano de 2013 quando algumas das sanções a respeito do armamento de civís na América estavam sendo debatidos por políticos na televisão americana, organizações oriundas de escolas de tiro no sul dos Estados Unidos marcaram um encontro em Washington que ficou conhecido com a Marcha pelos direitos as armas.

Durante a marcha podia se ver várias pessoas portando armas diferentes orgulhosas de suas aquisições. Darci Lud uma cidadã americana posou com sua AR-15 em mãos alegando que acreditava na Segunda Emenda (direito ao porte de armas) e que continuaria lutando por esse direito.

Neste ano o filme Miss Sloane tratou do assunto nos cinemas. O filme apresenta muito bem como funciona quando um grupo em Washington tenta exigir do governo leis mais severas a respeito do porte de arma na América.

Nos Estados Unidos sempre que propostas para uma reforma no direito ao porte de arma surge na mídia, ela acaba batendo em um único argumento feito pela outra parte interessada. De acordo com a maioria republicana no senado, o direito ao porte de arma está estabelecido na constituição americana desde a fundação do país e de que deve continuar assim pelo bem da democracia.

 

 

March 3, 2017

Posted In: Recentes