Senador republicano sugere Merrick Garland para o cargo de chefe do FBI

 

Resultado de imagem para Merrick Garland
Merrick Garland

O senador republicano Mike Lee sugeriu que o presidente escolhesse o juiz federal Merrick Garland como o próximo diretor do FBI, uma recomendação surpreendente após os esforços republicanos para bloquear Garland de um assento no Supremo Tribunal no ano passado.

“Em vez de um promotor especial, Donald Trump deve nomear Merrick Garland para substituir James Comey”, Lee twittou no dia 11 de maio. Enquanto ele não mencionou em seu tweet, tal movimento também abriria um assento altamente cobiçado no Circuito DC, onde Garland atualmente serve como juiz principal.

O senador de Utah é membro do comitê judiciário do Senado, que se recusou a realizar uma audiência sobre Garland quando o presidente Barack Obama pediu para ele substituir o falecido juiz da Suprema Corte, Antonin Scalia, no início de 2016.

Lee lançou a ideia aos conselheiros de Trump quando ele estava na Casa Branca, de acordo com um assessor. Embora a razão para sua visita à Casa Branca não tivesse relação – era para discutir a reforma tributária – ele fez surgir Garland como um possível diretor do FBI, ressaltando que o senador conservador tem interesse nisso.

Os republicanos, que detêm a maioria no Senado, mantiveram o lugar vago até que um novo presidente prestasse o juramento – uma estratégia que se revelou útil para o seu partido quando Trump venceu as eleições. Trump nomeou mais tarde Neil Gorsuch.

A democrata Amy Klobuchar, outra senadora do comitê judiciário, respondeu ao tweet de Lee, dizendo que Garland, um ex-promotor, seria uma “ótima ideia” para o FBI. Ela também pediu um promotor especial para investigar os possíveis laços da campanha de Trump com a Rússia. Algumas horas mais tarde, Klobuchar procurou esclarecer seu tweet, dizendo que não pensa que Garland possa realmente ocupar o cargo. “Para ser claro, isso não vai acontecer.”Alguns democratas também expressaram ceticismo sobre a ideia.

“Depois do modo como o Senado tratou Merrick Garland, espero que esta não seja uma ideia de um prêmio de consolação”, disse o senador Dick Durbin, de Illinois. “Duvido que ele o considerasse”, acrescentou. “Ele é o juiz principal do Tribunal do Circuito de DC”.

O tweet de Lee ocorreu pouco tempo depois que os senadores começaram a caminhar de seus escritórios até Câmara do Senado para uma votação sobre uma questão separada. Muitos tinham acabado de ver o tweet ou ainda não tinham ouvido falar sobre isso quando os repórteres começaram a pedir a sua reação.

“Acho que é uma ideia interessante”, disse a senadora Dianne Feinstein, da California. “Na verdade, não pensei nisso”.

“Essa é uma grande sugestão, vamos ver para onde vai”, disse o senador Joe Manchin, do West Virginia. “Foi o primeiro que ouvi sobre isso”.

“Boa escolha!” Sen. Lindsey Graham, da Carolina do Sul, gritou para fora de um elevador quando as portas estavam se fechando.

O senador Steve Daines, de Montana, o descreveu como um “pensamento interessante”. Quando questionado se ele acha que os republicanos poderiam ficar atrás dele, Daines disse que não sabia dizer. “Eu acho que ele seria qualificado e capaz”, acrescentou.

 

May 27, 2017

Posted In: Recentes